sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

A Padronização está indo muito além da conta




       A prefeitura não contente em padronizar os ônibus e as cabines dos despachantes, agora também deu órdem para padronizar reboques e até muros e portões das garagens das empresas de ônibus. Vejam as fotos do reboque da Matias.
    Do jeito que está, fica parecendo que a prefeitura estatizou as empresas de ônibus, coisa que de fato  não ocorreu. Inicialmente era para ser apenas os ônibus urbanos e nada mais, porém até porta de garagem recebeu pintura padronizada. Quem me passou isso foi o colaborador Marcelo Delfino que disponibizará fotos em breve.
     Vale lembrar que esta padronização está confundindo a cabeça dos usuários de forma muito séria. Tem muita gente ja pegando ônibus errado. A prefeitura, quando perguntada sobre isso, sempre responde de forma mal criada dizendo que isso é apenas uma regra burocrática feita para organizar o sistema de ônibus, que agora as empresas estão em consórcios e que existe em qualquer cidade do país, ou seja, ela quer imitar tudo de ruim das outras cidades tal qual fez com a taxa de iluminação publica cobrada duas vezes nas contas de luz e no IPTU. E tudo isso foi feito sem consulta popular. Temos que fazer valer nosso direito de condomino neste condominio chamado Cidade do Rio de Janeiro não apenas nisso, mas em diversas arbitrariedades feitas pela atual administração. Pensem nisso! E só!

3 comentários:

  1. Já beira o absurdo atingir até as garagens. Isso é AUTORITARISMO dessa gente. Na verdade, está SEMI-ESTATIZANDO as empresas não ESTATIZANDO como foi feito em 1985/86 no Governo do Estado pelo sr.Leonel de Moura Brizola.

    Sobre imitação, será que sabem que Londres não rola isso?

    ResponderExcluir
  2. Sou totalmente contra a padronização aqui no RJ na qual infelizmente é irreversivel, o prefeito errou em acabar com as identidades das empresas, mais não vou ficar se esgoelando por uma atitude absurda do prefeito que não vou ganhar nada com isso e ele vai rir de todo mundo, apenas não é legal padronizar reboque, uniforme, garagem é exagero, mais se matar, ficar doente, dar chilique, isso nem por dinheiro.

    ResponderExcluir
  3. Não foi chilique. Se fosse isso, partiria para a baixaria com palavrões que eu evito.

    O meu comentário foi de sentimento de INDIGNAÇÃO. Veja, o poder público é dona das linhas, mas, o que pega, na minha opinião, essa interferência de pinturas nos ônibus, cabines e garagens que são PROPRIEDADES PRIVADAS e essa gente extrapolou.

    Na petição on-line, teve um comentário interessante: quer dar pitacos sobre pintura, por que não cria uma empresa pública nos moldes da CTC?

    ResponderExcluir