terça-feira, 17 de novembro de 2009

O fracasso da padronização das pinturas

Todos elogiam o sistema de Curitiba, o mais moderno, o mais organizado e patati, patatá.... Mas além de não ser tão perfeito assim (sentaram nos bancos de fibra de vidro dos "carrões"? E aí, doeu?), tem a pintura padronizada. Tá certo que a pintura segue de acordo com o tipo de serviço e eu até já falei disso no site Ônibus no Mundo.

Para os busólogos e busófilos, o que sempre chamou a atenção no sistema da capital paranaense foram os tipos de ônibus, carrocerias e chassis, pois a monótona pintura não era digna de ser admirada. Mas agora com a aquisição de cabritos (carros convencionais com motor dianteiro), a coisa ficou sem graça. Tanto é que no Paraná, os busólogos estão preferindo admirar rodoviários, como os belíssimos carros da Garcia e da Nordeste , ambas se destacando por todo o Paraná.

Já imaginaram então no Rio de Janeiro, que além de ter uma frota bascamente de cabritos, tem fotas de midis e micros? Aí é que admirar ônibus não vai ter graça. Ainda mais que no RJ existem as pinturas mais bonitas do país, vide a da Braso Lisboa e a da Bangú.

Tomara que esse ataque de loucura do novo prefeito-maluquinho seja curado e que as belas estampas das pinturas dos ônibus cariocas sejam respeitadas.

quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Padronização de pintura na frota municipal do RJ? Nããããããooooo!!

O prefeito Dudu Paes já lançou decreto autorizando a padronização de pintura dos ônibus da frota municipal. Pô, já é chato saber que quase todas as capitais têm pintura padronizada, o que significa falta de criatividade, falta de respeito estético à identidade das empresas e confusão para quem mega o transporte. O Rio era uma das poucas capitais que não seguiam uma padronização rigída (embora a colocação do nome da empresa e do número dos carros seguisse uma relativa padronização). Vai ficar chato.

Abaixo, mostro o tal decreto, para vocês lerem com lenços na mão. Buáááá!!!

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor,

DECRETA:
Art. 1º. Fica estabelecido o prazo de 60 dias para que a Secretaria Municipal de Transportes – SMTR apresente plano de uniformização das cores dos veículos que compõem a frota do sistema de transporte público de passageiros por ônibus no Município do Rio de Janeiro.

Art. 2º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Rio de Janeiro, 3 de novembro de 2009;
445º da Fundação da Cidade.

EDUARDO PAES"