sexta-feira, 22 de fevereiro de 2013

ÔNIBUS É DEPREDADO POR VÂNDALOS, MAS JÁ TINHA LATARIA AMASSADA


Um grupo de rapazes, dois deles menores, foi detido pela polícia do Rio de Janeiro, acusado de praticar vandalismo, depredando a janela de um ônibus da Empresa de Transportes Braso Lisboa, linha 476 Méier / Leblon (via Túnel Rebouças), na altura da Av. Borges de Medeiros, na Lagoa Rodrigo de Freitas.

Os menores estavam dentro do ônibus, provocando tumulto, intimidando os passageiros e chegando a derrubar a janela ao lado da porta traseira do ônibus. Dentro do ônibus, os jovens faziam provocações e ameaçavam crianças que saíam de uma escola na Lagoa.

Segundo um passageiro, que não quis se identificar (a exemplo do motorista e cobrador do veículo), são muito comuns os tumultos desse tipo, e os jovens que o praticam costumam arrumar um jeito para saírem do ônibus sem pagar, além de ameaçar passageiros e os transeuntes que percorrem as ruas por onde passa cada ônibus da linha 476.

Fora esse caso, porém, um detalhe chama a atenção, que é o fato do carro, A29185, estar com a lataria amassada, independente de ter ocorrido o vandalismo ou não. Mesmo o reflexo da luz na lataria do ônibus não desmente essa constatação, até porque a luz atinge ângulos que também mostram a lataria amassada, num ônibus cuja idade de fabricação é de cerca de três anos.

Isso torna-se um agravante e comprova o que se vê nas ruas, que é a decadência desse modelo de transporte coletivo adotado pela Prefeitura do Rio de Janeiro, um modelo autoritário e sem funcionalidade, que anda provocando acidentes, estressando rodoviários e favorecendo, mesmo de forma indireta, as irregularidades do sistema de ônibus municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário