segunda-feira, 7 de março de 2011

Fotos da garagem da Matias com a padronização generalizada

  
   Conforme prometido, estou publicando aqui as fotos tiradas pelo amigo Marcelo Delfino sobre  garagem da Matias no Engenho de Dentro. Tanto o muro quanto os portões eram verde escuros. Agora a cor é a das pinturas padronizadas, infelizmente. Confira!

5 comentários:

  1. Dando uma pequena pausa no meu repouso de carnaval, reproduzo abaixo artigo publicado hoje no O Globo contra a padronização.

    Ordem sem tristezaROGÉRIO CORREA

    Quem não tem na memória
    as cores dos ônibus que fizeram
    e fazem parte da sua
    vida? Quem, como eu, nasceu
    e foi criado na Zona
    Norte, deve ter tomado muito o 438,
    que desde que me lembro, sempre foi
    laranja, e o 606 (vulgo “doriana”),
    que há décadas ilumina as ruas com
    um verde claro chamativo.

    Sempre tivemos, na Cidade do Rio
    de Janeiro, cores tradicionais de linhas
    específicas, cores geralmente
    alegres, como o espírito do carioca.

    Não é só uma questão de tradição e
    estética. É uma questão de praticalidade.
    Pode-se identificar um ônibus a se
    aproximar do ponto a uma grande distância.
    Ou melhor, podia-se. Agora,
    pouco a pouco, os nossos ônibus estão
    ficando todos iguais, igualmente feios.

    Sem discutir aqui os méritos do
    Choque de Ordem da Prefeitura da
    nossa cidade, creio que todos concordamos
    que um pouco mais de ordem
    seria bem vinda ao caos quotidiano
    do Rio de Janeiro. Porém, dentro desta
    perspectiva, devemos lembrar que
    o Rio tem uma saudável tradição de
    ser uma cidade colorida e alto astral.

    Qualquer ordem proposta pelo governo
    (municipal, estadual ou federal)
    para a Cidade Maravilhosa deveria ter
    em mente esta tradição multicor. Não
    queremos ver o Rio transformado em
    Berlim ou em Londres, pelo menos
    não no aspecto estético.

    No passado recente, o colorido das
    nossas praias cariocas já foi prejudicado
    pela interferência do governo nos
    guarda-sóis de aluguel, que foram todos
    uniformizados na cor vermelha. As
    praias da cidade hoje em dia lembram
    Brasília no dia da primeira posse do
    Presidente Lula: um mar vermelho que
    não Moisés que parta. Foi-se o colorido
    da praia. Porque não uniformizaram os
    guarda-sóis em 3 ou 4 cores diversas?

    (Continua...)

    ResponderExcluir
  2. Mas pelo menos o vermelho escolhido
    para eles foi uma cor viva como o
    espírito do carioca. O mesmo não se
    pode dizer da presente uniformização
    dos ônibus urbanos. Estes estão pouco
    a pouco sendo pintados, todos iguais,
    com cores tristes e desmaiadas, com
    uma predominância infeliz do cinza.

    Nem o vermelho dos double deckers
    de Londres nos foi oferecido. Cinza! E
    ao cinza se adicionam detalhes em cores
    pastéis esmaecidas, cores de alface
    murcho. Quem planejou isso? Quem
    escolheu esta triste estética acinzentada?
    Um paulista? Um europeu? Um daltônico?
    Um fascista?

    Se esta tendência for mantida, logo,
    logo os times de futebol e as escolas
    de samba serão também obrigados
    a se colorirem de cinza.

    Esta padronização é um ataque à
    herança cultural da nossa cidade e
    deve ser imediatamente estancada e
    revertida. Por que se gastar tanto dinheiro
    para diminuir o colorido e a
    beleza da cidade? Que importemos o
    que o primeiro mundo tem de bom,
    como a ordem, mas sem perder o que
    a alegria e o colorido cariocas. Estes
    são nossos, uma parte importante do
    nosso patrimônio cultural. Não acinzente
    a nossa cidade, Sr. Prefeito!

    ROGÉRIO CORREA é ator.

    Perfeito, mas, só que o ator não sabe que, em Londres, não rola encampação branca..

    Peguei do "Busólogos do RJ" cujo autor da postagem foi MIchel Levy.

    ResponderExcluir
  3. MPierre,
    Ao ver a matéria que vocÊ postou aqui, comprei o O Globo e o que me chamou a atenção nisso tudo é ver o quanto as organizações Globo ja está se voltando contra a ponto de um ator escrever sobre este assunto fim do blog numa página de opinões de pessoas qualificadas do jornal. Outro fator que mostra em parte isso é o fato do CBN Rio divulgar isso e apresntador Mauricio MArtins ficar do lado dos ouvintes e atacando o projeto do prefeito diretamente, mesmo as organizações apoiando parcialmente este prefeito. Fico muito feliz em ver isso.

    ResponderExcluir
  4. MPierre,
    Ao ver a matéria que vocÊ postou aqui, comprei o O Globo e o que me chamou a atenção nisso tudo é ver o quanto as organizações Globo ja está se voltando contra a ponto de um ator escrever sobre este assunto fim do blog numa página de opinões de pessoas qualificadas do jornal. Outro fator que mostra em parte isso é o fato do CBN Rio divulgar isso e apresntador Mauricio MArtins ficar do lado dos ouvintes e atacando o projeto do prefeito diretamente, mesmo as organizações Globo apoiando parcialmente este prefeito. Fico muito feliz em ver isso.

    ResponderExcluir
  5. Este texto será reproduzido aqui no dia 08/03.

    ResponderExcluir