terça-feira, 17 de dezembro de 2019

EMPRESAS DE NITERÓI FALHAM EM LOGÍSTICA NO USO DAS FROTAS


As recentes mudanças das empresas de ônibus de Niterói ocorrem por falha logística, complicando a transferência de linhas e a reposição e renovação das frotas. É o que se vê tanto nos casos das empresas Auto Ônibus Brasília e Expresso Barreto quanto à transferência de linhas da Viação Pendotiba para a Viação Fortaleza e Expresso Miramar.

No primeiro caso, a Brasília perde uma boa oportunidade de renovar tanto sua frota quando a da Barreto, agora associada à outra. Uma transferência arrojada de carros seria uma boa pedida para renovar as frotas sem que uma delas precise jogar seus carros em linhas das outras.

A Barreto conta com uma frota velha. Tem o terrível cacoete de comprar "filhos únicos" - exemplares únicos de modelos de carrocerias - , porque prolonga o tempo de vida dos carros, sem necessidade. Conta com boas linhas funcionais, a 42 Barreto / Terminal, a 42SL Barreto / Centro (Via São Lourenço) e 66 Barreto / Icaraí, mas elas operam, em parte, com carros da Brasília. Enquanto isso, a Brasília coloca alguns carros de piso baixo da Barreto para a linha 61 Venda da Cruz / Vital Brazil.

A solução seria a Brasília passar para a frota da Barreto - com a devida renumeração de carros - os veículos dos modelos CAIO Apache VIP III mais curtos e os da CAIO Apache VIP IV, também encurtados, mas numa concepção mais estranha. Todos esses carros substituiriam os modelos Mascarello mais antigos da Barreto.

Por outro lado, a Brasília deveria receber da Barreto os veículos piso baixo da Comil Svelto 2012, e vender os CAIO Millennium BRT que já estão mais velhos. A empresa deveria vender os modelos CAIO Foz Super, juntamente com os Mascarello da Barreto, e adquirir, pelo menos, mais carros semi-novos da CAIO Apache VIP IV, como os que adquriu em 2018.

Já a Viação Fortaleza tem o cacoete de repor pouco suas frotas, e deixa lacunas na numeração das frotas, o que mostra que a empresa tem menos do que os 48 carros que sugere sua série numérica. Recentemente, teve uma modesta renovação de frota com sete carros, quando deveria ter comprado mais, já que a empresa ganhou mais uma linha, a 37 Parque da Colina / Centro.

A 37 Parque da Colina / Centro é uma das duas linhas que a Viação Pendotiba, provavelmente para pagar os custos elevados dos ônibus de piso baixo, destinados a duas linhas do corredor da Região Oceânica, via Charitas. A Pendotiba também deixou de operar a 40 Maceió / Centro, entregue à Expresso Miramar, mas a empresa também apresenta problemas de renovação de frota.

A Miramar só teve como vantagem um grande estoque de carros nas garagens, assim como a Fortaleza tinha um excedente de carros na linha 53 Santa Rosa / Centro. No entanto, as duas, além de usarem carros curtos nas linhas herdadas pela Pendotiba, ainda precisam operar as mesmas com mais carros que, não raro, andam muito lotados em horários de pico.

A Miramar já enfrentou um problema de ter perdido um carro num incêndio provocado por um protesto de moradores do Preventório. E precisa comprar carros um pouco mais alongados para a linha 40, e, para complicar as coisas, também para a linha 35 Baldeador / Centro, que passou a operar nos fins de semana e feriados.

Espera-se que as empresas atendam essas solicitações, para o conforto dos passageiros niteroienses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.