domingo, 23 de junho de 2013

LINHA 673 MUDA DE EMPRESA. O POVO É O ÚLTIMO A SABER



A pintura padronizada, esse verdadeiro ato de vandalismo causado por Eduardo Paes, comprovadamente não traz qualquer tipo de transparência.

Mais uma vez uma mudança é feita sem que os passageiros se deem realmente conta da situação. Agora é a vez da linha 673 Méier / Lucas, mudar de empresa às costas do povo, depois do caso da linha 296 Castelo / Irajá.

A empresa Viação Madureira Candelária deixou a linha e agora é a Viação Nossa Senhora de Lourdes que opera a linha. Mas a diferença não foi notada pelos passageiros, já que se trata da mesma pintura padronizada que mascara o sistema de ônibus à observação popular.

O sistema, nessa fase, foi marcado por inúmeros acidentes, irregularidades, ônibus enguiçados e já se fala mesmo de um esquema de corrupção que está por trás da Secretaria Municipal de Transportes Rodoviários. E, agora, com os protestos ocorrendo nas ruas de todo o país, esse modelo de "mobilidade urbana", inclusive a pintura padronizada, tem hoje um futuro incerto.

O que se sabe é que esse esquema lançado em 2010 já se mostra num processo de decadência irreversível.

Um comentário:

  1. Realmente está-se à copiar o modelo curitibano de padronização,uma vergonha!!

    ResponderExcluir